top of page

Origem e estrutura do Hatha Yoga




O Hatha Yoga original desenvolveu-se nas escolas tântricas antigas da Índia.

Existem referências ao Hatha yoga nos Upanishads e nos Puranas. Mas pensa-se que a sua origem é muito anterior às referências escritas.

Os textos mais representativos do Hatha yoga aparecem nos séculos VI e XV da nossa era e são:

Hatha Yoga Pradipika de Swatma Rama

Goraksha Samhita de Gorakhnath

Gheranda Samhita de Gheranda

Shiva Samhita de Shankara

Hatharatnavali de Mahayogindra

 

Segundo o Hatha Yoga Pradipika, que é o texto mais representativo do Hatha Yoga, as práticas que configuram a sua estrutura são: asanas, shatkarmas, pranayama, mudras e bandhas.


Asanas: são as posturas físicas. Fortalecem, flexibilizam e harmonizam o corpo.

Atuam também ao nível do equilíbrio energético, e tranquilidade ao nível mental.

 

Shatkarmas: são exercícios de purificação física e são seis:

Neti – purificação das fossas nasais

Dhauti – purificação da garganta, tubo digestivo e estômago

Basti – purificação dos intestinos

Nauli – desbloqueia energias corporais

Kapalabhati – purifica sistema respiratório

Trataka – foca a energia mental num só ponto

 

Pranayama: esta palavra pode dividir -se de duas formas:

Prana+yama – que significa controlo do prana

Prana+ayama – que significa expansão e retenção do prana

Prana significa força vital, que existe em todo o universo.

O pranayama inclui todo um conjunto de técnicas respiratórias que melhoram a captação do oxigénio e eliminação do dióxido de carbono, aumentam a energia vital, limpam os canais energéticos e estimulam a circulação pranica.


Mudras: são gestos psíquicos. A palavra mudra significa gesto.

Os mudras são exercícios ou gestos que canalizam a energia criada pelos asanas e pranayamas.

Os seus efeitos mais diretos são a estabilização emocional e concentração interior.


Bandhas: são chaves energéticas.

Consistem numa contração física, que afeta músculos, órgãos, vasos sanguíneos e nervos.

O seu objetivo principal é o de evitar a dispersão do prana no corpo.

São três os bandhas

Jalandara bandha – fechamento da garganta

Uddiyana bandha – retração abdominal

Mula bandha – contração do períneo.

Podem ser realizados juntamente com alguns asanas e pranayamas.

 


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page